Negócio próprio? Você é um empreendedor?

negócio próprio

.

Negócio próprio!

Meu negócio é fazer negócios! Um dia estava em uma loja fazendo compras quando a vendedora me perguntou: “Qual a sua profissão?” E prontamente lhe respondi: “Sou empreendedor”. Ela me olhou com ar de desentendimento e perguntou novamente: “Senhor, mas qual é sua atividade profissional?” Então, como se diz na gíria,“para não engrossar o caldo”, lhe respondi: “Sou empresário”.  Pronto! Agora ela entendeu.

Este fato me fez refletir como muitas pessoas ainda não compreendem o que é ser um empreendedor. O método tradicional de trabalho, onde alguém obtém um vínculo empregatício em uma empresa oferecendo a ela seus serviços em troca de um salário pré-fixado, ainda traduz a mentalidade da grande massa operária produtiva. Este método aparenta gerar certa estabilidade e benefícios ao trabalhador, por isso, muitos preferem estar em um emprego fixo ao invés de arriscarem uma empreitada de negócio próprio.

Não digo que estar empregado e trabalhando para uma empresa seja algo ruim. Ao contrário. Afirmo até que para muitas pessoas é o correto, visto que ser empreendedor não é para todos. O empreendedor possui um perfil e características, que não são encontradas em todos e que lhe permite desenvolver com sucesso, negócios que para outros seriam loucura. O empreendedor sabe enxergar em situações aparentemente áridas, condições de colher bons negócios.

Uma vez escutei de um exime empreendedor à história de um vendedor que trabalhava para uma grande fábrica de sapatos. Como esta fábrica estava em expansão mundial, resolveu enviar a uma cidade na África um vendedor para vender sapatos. Chegando lá, ele observou que naquela cidade ninguém usava sapatos, pois era tradição do local andar descalço. Triste e abatido ele retornou a empresa e comunicou aos seus superiores que ali seria impossível vender alguma coisa, pois lá ninguém usava sapatos. O gerente de marketing resolveu enviar um segundo vendedor aquela cidade e chegando lá ele constatou o fato que o outro vendedor havia observado. Animadíssimo, pegou o telefone e ligou para o gerente: “Mande-me urgente um carregamento de sapatos, pois aqui ninguém usa sapatos e por ser um mercado ainda virgem vamos vender muito”.

Você entendeu? Há pessoas que realmente devem permanecer como funcionário(a) em uma empresa. Mas há aqueles, como este segundo vendedor, que tem uma visão empreendedora e desperdiçam sua aptidão ao invés de trabalharem para si em seu próprio negócio.

Na sua opinião, diante destes dois personagens, você se encaixa em qual perfil?

Ser empreendedor é algo fenomenal. Posso lhe dizer que o empreendedorismo é o principal fator promotor do desenvolvimento econômico e social de um país. Identificar oportunidades, agarrá-las e buscar os recursos para transformá-las em negócio lucrativo. Esse é o papel do empreendedor.

Empreendedores são pessoas que têm a habilidade de ver e avaliar oportunidades de negócios; promovem recursos necessários para pô-los em vantagens; iniciam ações apropriadas para alcançar o sucesso em seus negócios. Altamente motivados, assumem riscos para atingirem seus objetivos.

Posso afirmar que aqueles que são empreendedores, trazem em si qualidades pessoais que os fazem alcançar grandes objetivos e sucesso profissional. Entre essas qualidades, destaco:

* Iniciativa = Capacidade de agir por si mesmo. Dentro das normas, não espera ordens ou convites para realizar ações.

* Visão = Enxergar além do óbvio. Encontrar nas adversidades soluções inovadoras.

* Coragem = É isso que falta em muitos. É mais cômodo estar na “segurança” de um trabalho fixo do que arriscar em algo que poderá ou não dar certo. Penso que se Santos Dumont não tivesse arriscado sua própria vida, talvez hoje não teríamos a aviação como meio de transporte e nem o uso do relógio de pulso.

* Firmeza = Qualidade imprescindível para um empreendedor. Igualo firmeza à perseverança. Sem ela ninguém chega a lugar algum. Sem perseverança nenhum negócio se desenvolve.

* Decisão = Ser decidido. A insegurança corrói um projeto. Se você se acha uma pessoa insegura, primeiro trabalhe essa deficiência, pois insegurança e empreendedorismo não combinam.

* Atitude de respeito humano = para se ter sucesso não é necessário desrespeitar os outros. Você não precisa usar as pessoas como degraus, pisando nelas para subir na vida.

* Capacidade de direção = Qualidade nata de um líder. Precisa ter foco. Planeje. Saiba como, porque e onde você quer chegar. Analise o caminho antes de dar passos no seu negócio.

* Positividade = Otimismo. Pessoas positivas tendem a atrair pessoas positivas. Quando se trabalha em um ambiente de otimismo, parece que as dificuldades se tornam mais maneiras.

* Organização = Manter as coisas no controle é importante para os negócios. Uma técnica infalível para saber se você tem esta qualidade de empreendedor é observar o nível de organização de seus objetos pessoais em sua casa. Se sou desorganizado com minhas roupas que é algo tão simples como organizarei as finanças de uma empresa?

* Criatividade = Esta qualidade faz destacar um negócio de outro. Por exemplo: Há uma rua no centro da cidade onde moro em que a maioria das lojas são de componentes eletrônicos. Todas vendem os mesmos componentes e a maioria dos mesmos fabricantes, como preços equivalentes. Então, se tenho uma loja aí, como fazer para o cliente ir a minha loja e não a do meu vizinho? A resposta é: Use a criatividade. Mude a faixada, a cor, iluminação, exponha os produtos de maneira diferente, atenda a domicílio, ofereça um café, enfim, faça a diferença.

* Inovação = Este último ponto considero o ápice do empreendedorismo. Inovar faz toda a diferença. Um celular foi feito para efetuar ligações, mas seu eu faço um que além de fazer ligações, também acessa internet, sou diferencial no mercado. Todos se voltarão para esse diferencial.

Para concluir, minha opinião particular é que empreendedores não nascem feitos. É claro que algumas pessoas tem aptidões naturais que se destacam neste segmento, porém acredito que todos possam ser empreendedores. Alguns tem essas qualidades na “flor da pele” e outros também as tem, porém ainda não as desenvolveu. Busque sua capacitação. Trabalhe deficiências em sua personalidade. Alimente gradativamente em você um espirito empreendedor. E sempre arrisque. Tudo na vida é arriscado. Namorar, casar, dirigir, nadar, andar de bicicleta, até o nosso nascimento é um fator de risco, então por que não arriscar nos negócios? Avalie o grau de risco, faça suas ponderações e vá em frente.

 “O segredo para quem quer ficar rico é investir naquilo que ninguém saiba fazer melhor do que você” Eike Batista

Não esqueça de deixar seu comentário. Sua opinião é muito importante!

.

Como-importar-da-china

Author: Marcelo Pessôa

Empreendedor, empresário e investidor atuante no mercado imobiliário. Escritor do Ebook "Como Montar sua Fábrica de Chinelos". Webmarketer, desenvolve a criação de sites e lojas virtuais, entre eles, destaca o "ideiasfinanceiras.com". Uma frase: "Meu negócio é fazer negócios" - Marcelo Pessôa

Share This Post On

4 Comments

  1. Olá Marcelo,

    Fantástico o artigo, gostei muito das características que citou, e acredito que a minha mais forte é a criatividade.

    Abraços 🙂

    Post a Reply
    • Obrigado Bruno pelo comentário! Posso confirmar sim essa característica em você, pois seu blog é a expressão deste espírito empreendedor. Sua criatividade o faz se destacar de muitos outros dentro da blogosfera.

      Post a Reply
  2. Parabéns pela matéria.
    Nós empreendedores nos fortalecemos lendo artigos com este. Pois mais que as palavras são incentivadoras, muitos momentos são de desânimos por algum motivo.
    Mas o pensamento positivo faz fortalecer mesmo na adversidade.

    Post a Reply
    • Que bom Junior que este artigo pode ser para você um motivo de incentivo.

      As adversidades servem para nos fazer amadurecer e repensar os erros cometidos. O importante é nunca desistir. Muitos morem afogados a um metro da praia. A perseverança é fundamental para o sucesso.

      Obrigado pela sua visita e comentário!

      Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Empreendedorismo
Abrir um negócio próprio! Vale a pena?
Fechar