Degraus do Sucesso!

Quem nunca desejou um dia ser seu próprio patrão? Abrir um negócio próprio e gerenciar sua empresa? Na verdade este é um sonho de muitos brasileiros, porém quantos já iniciaram o desenvolvimento de um negócio e que terminou em frustação ou uma tremenda “dor de cabeça”? Vamos falar um pouco neste artigo sobre os passos essenciais para montar um negócio lucrativo.

Quais cuidados e detalhes devem-se ter para que este sonho não vire um pesadelo. Então vamos começar comparando o crescimento de um negócio com degraus de uma escada.

Um a um levam a uma subida onde o fim é o objetivo esperado. Um fato interessante nesta comparação é observarmos que em uma escada todos os degraus são iguais. Pelo menos na maioria das escadas que eu já vi. Não existe um maior, um mais baixo, um redondo, outro quadrado, geralmente são idênticos. Sozinho, um degrau não tem nenhuma serventia. O fato de uma escada funcionar para a finalidade na qual ela foi construída está na unidade dos degraus que a compõem. Juntos, um a um desempenham sua função no todo e alcançam o objetivo maior. O mesmo podemos falar das engrenagens de um motor. Todas no seu lugar e exercendo bem seu trabalho, fazem a máquina funcionar.

Isso é uma empresa. Ninguém quer abrir um negócio somente por pura diversão. O foco principal é a rentabilidade que ele poderá gerar. Então vamos começar entendendo o seguinte. A finalidade de uma escada é chegar ao patamar superior. A finalidade de um negócio é ganhar dinheiro. Logo, brincando com essa comparação, podemos dizer que, chegar ao patamar superior é como ganhar dinheiro. Agora preste bem atenção onde muitos empreendedores escorregam em seus negócios e terminam por rolar escada abaixo.

Digamos que você está subindo para um andar superior de um prédio através de uma escada. Você para no inicio e conta dez degraus até chegar ao piso superior. Seu objetivo é chegar lá em cima e isso só será alcançado depois que você subir os dez degraus. Somente após o décimo é que você poderá usufruir da vitória alcançada. Em um negócio também é assim. Existem degraus, ou seja, detalhes e cuidados que precisam ser administrados antes que a vitória chegue. O problema é que a maioria dos empreendedores que iniciam um novo projeto, pretendem ainda na fase inicial, ter sucesso financeiro. Muitos pulam degraus na administração na ânsia de logo chegarem lá em cima e ganhar dinheiro.

Esta negligência com os detalhes básicos na administração de qualquer negócio, é que tem levado muitos sonhadores ao fracasso. Convido-lhe agora a subir os degraus do sucesso. Vamos então descrever que pontos são extremamente necessários para alcançarmos o objetivo da construção de um negócio próprio.

1⁰ DEGRAU = A IDEIA

Boas ideias geram excelentes oportunidades que se transformam em grandes negócios.

Alimente a ideia. Pesquise sobre o ramo. Analise os concorrentes. Compre e use o produto ou o serviço que um dia você pretende comercializar. Experimente todas as etapas da compra (foi fácil encontrar este produto? O vendedor precisou lhe convencer a comprar ou o produto se vende sozinho? Você se sentiu bem com esta compra? O produto está sendo útil a você? Experimente falar dele para as pessoas sem a intenção de vende-lo, apenas analisando a reação delas).

2⁰ DEGRAU = ANÁLISE DE CUSTOS

Avalie todos os gastos que você terá para começar este negócio. Uma dica particular! Não comece pequeno demais, senão você terá muita dificuldade inicial para adquirir credibilidade com seu negócio. Lembre-se de colocar os custos com local onde vai funcionar seu empreendimento, a energia, a água, a matéria prima, a mão de obra, manutenção e custos operacionais, custos jurídicos, taxas e impostos, honorários contábeis, consumo com transporte e fretes. Detalhe o máximo possível seus custos e depois disso você terá um resultado de quanto vai precisar para iniciar este projeto.

3⁰ DEGRAU = CAPITAL DE GIRO

Dependendo do seu tipo de negócio, sugiro uma projeção de capital de giro para um mês de atividade em seu negócio. Levante um capital suficiente para comprar do seu fornecedor, material (matéria prima) para um mês. Fica mais fácil trabalhar assim e evita o descontrole do capital. Agora atenção! O capital de giro não é para você pagar as despesas do seu negócio. Ele destina-se exclusivamente a compra de material junto ao fornecedor.

4⁰ DEGRAU = PRODUÇÃO

Metas de produção devem ser projetadas. A mão de obra deve ser analisada. Existe a necessidade de quantos funcionários ou só você vai dar conta? Acho um pouco difícil. Faça um bom controle de qualidade na produção. As vezes passa-se o dia trabalhando e muito pouco se produziu. Bastante cuidado aqui neste ponto.

5⁰ DEGRAU = DEMANDA

Para quem você vai vender? Não comece um negócio pensando em vender para sua parentela. É claro que eles irão comprar, mas você deve preparar seu ambiente de vendas para um público universal. Seus parentes e amigos um dia param de comprar e ai, para quem você irá vender? Faça contatos, feche parcerias. Promova promoções e diferencie seus serviços. Lembre-se: você fez um cálculo baseado na real condição de uma produção mensal, então esta produção deverá ser escoada também mensalmente. Por isso a importância de abranger a oferta do seu produto.

6⁰ DEGRAU = A PUBLICIDADE

A propaganda é a alma do negócio. Precisa divulgar. A Coca-cola é o refrigerante mais vendido e mais conhecido no mundo, mas todos os anos são gastos pela empresa bilhões em publicidade, pois eles querem que jamais seus consumidores esqueçam como é bom seu produto. Se a Coca-cola faz isso, o que você acha que deve fazer? Que tal panfletos, carro de som, uma blusa personalizada com sua marca para ser distribuída, anúncios na internet, amostras grátis e muitas outras formas de divulgação.

7⁰ DEGRAU = O ATENDIMENTO, A ENTREGA E O PÓS VENDA

Onde você jantaria com a pessoa que você ama? Em um restaurante com a comida mais barata, porém um péssimo atendimento ou em um lugar um pouco mais caro, mas com um bom atendimento que lhe deixasse confortável para curtir aquele momento? As pessoas gostam de ser bem atendidas. Preferem empresas que são ágeis na entrega. E adoram receber uma ligação ou email de quem as vendeu, preocupados se elas estão satisfeitas com o produto adquirido. Por isso não despreze estes pontos. Eles são a cereja no bolo!

8⁰ DEGRAU = CONTROLE FINANCEIRO

Jamais abra mão de um bem elaborado controle de contas a pagar e receber. Não misture suas contas pessoais e familiares com as contas da sua empresa. Você precisa ter dois livros de caixa. Faça programação de orçamentos mensal e anotações diárias em sua planilha de gastos. Procure manter as contas da sua empresa em dias e não entre no fiado. Pague tudo, nem que não lhe sobre nada. Costumo dizer que se um negócio não consegue se pagar, ele não presta. É melhor fechar enquanto ainda não virou uma bola de neve.

9⁰ REINVISTA E DEPOIS REINVISTA NOVAMENTE

Chegamos a um ponto que eu gostaria de partilhar com você sobre algo que particularmente faço em todos os negócios que resolvo entrar. Você não é obrigado a fazer isso e tão pouco vou discordar de quem acha que este conselho que vou dar seja desnecessário, mas quero compartilhar com você sobre minha experiência com negócios. Se você tiver condições de abrir um negócio sem necessariamente depender financeiramente dele, então use a fórmula que eu uso nos meus negócios iniciais. No primeiro mês, recolho toda a receita bruta e depois de separar o capital de giro e pagar as contas do meu negócio, reinvisto todo o meu lucro no capital de giro. Trabalho o mês inteiro e não tiro nada para mim. No segundo mês, repito o procedimento mas agora recebo do lucro apenas 20% e reinvisto o resto no capital de giro. No terceiro mês retiro apenas 30%. No quarto mês, 40%. No quinto mês reparto o lucro meio a meio. 50% para o capital e 50% para mim. No sexto mês retiro 60%. A partir do sétimo mês, passo a ficar com 90% dos lucros e investir 10% e assim se seguirá pelos meses seguintes. Se conseguir fazer isso e tudo ocorrer bem com seu negócio, no sexto mês de funcionamento você terá 5 vezes o valor inicial do seu capital de giro e dinheiro na mão é força de investimento para fazer crescer seu negócio.

São poucos os que tem a paciência de esperar 6 meses ganhando pouco para depois lucrarem muito mais. Os seis primeiros meses de um negócio são uma fase crítica de estabilização. Se você sugar as forças de investimento nesta fase, estará minando pouco a pouco seu projeto. Sacrifique-se pelo seu lucro posterior.

10⁰ DEGRAU = PERSISTÊNCIA

Pronto! Você está a um passo do sucesso. Se você fez toda a lição de casa direitinho, basta agora persistir. Problemas virão. Dificuldades e adversidades vão surgir para provar e peneirar quem realmente é empreendedor. Como eu disse antes, existem aqueles que querem chegar ao sucesso pulando degraus e antecipando os lucros, mas existem também outros que fazem tudo certo, sobem degrau por degrau, mas quando chegam neste último, acabam caindo e tudo vai por “água a baixo”. Nadam, nadam e morrem na praia. Você precisa aguentar firme. Precisa aprender com seus erros e não abandonar seu projeto. Refaça e tente outra vez. Recomendo profundamente que ao terminar de ler este artigo, você leia outro artigo que escrevi aqui no blog onde falo da persistência. O nome do artigo é “Ideias otimistas, Negócios de sucesso”. Jamais desista neste último degrau. Lembre-se que em uma maratona, a parte mais difícil para o atleta é a fase final onde ele terá que arrancar forças do seu interior para ultrapassar a linha de chegada. Do que adiantaria correr tanto e desistir a poucos metros, olhando para a linha de chegada. Costumo brincar com essa fase dizendo que é como o nascimento de uma criança. Depois de nove meses de espera e sacrifícios da mãe, agora chegou a fase final. A hora do parto. Onde ela terá que passar por toda dor e deverá lutar pelo que gerou em seu ventre. O conforto virá depois de tudo isso, pois enfim, ela irá contemplar a alegria do nascimento de seu filho. Assim como um negócio. O momento do verdadeiro nascimento, pois engana-se quem pensa que seu empreendimento começou no primeiro dia de funcionamento, é depois de toda esta preparação. É a dor do parto. Mas acredite. Nascerá um grande negócio e será para você motivo de festa.

Vale a pena subir um a um os degraus do sucesso!

Bem, tratei de expor aqui pontos “básicos” para iniciantes no caminho dos negócios. Não pretendi tratar deste assunto de forma acadêmica, mas de maneira simples e básica para quem quer começar seu negócio próprio. Falei de minhas experiências e como tenho obtido resultado em meus empreendimentos.

Porém por se tratar de um assunto complexo e abrangente, espero que você exponha suas opiniões e comentários sobre este artigo. Isso irá enriquecê-lo ainda mais e será de grande valia a todos que o lerem. Comente abaixo sua opinião!

 .

Como-importar-da-china

Author: Marcelo Pessôa

Empreendedor, empresário e investidor atuante no mercado imobiliário. Escritor do Ebook "Como Montar sua Fábrica de Chinelos". Webmarketer, desenvolve a criação de sites e lojas virtuais, entre eles, destaca o "ideiasfinanceiras.com". Uma frase: "Meu negócio é fazer negócios" - Marcelo Pessôa

Share This Post On

6 Comments

  1. Excelente reflexão Marcelo.

    Acho que para alcançarmos o sucesso na vida, precisamos encarar nossa vida como uma escada. Onde subimos dia-a-dia degrau por degrau.

    Vale a pena ressaltar que na vida temos altos e baixos e por isso alguns dias subiremos alguns degraus e em outros dias iremos acabar descendo alguns também.

    O que precisamos ter em mente é que para alcançar algum objetivo na vida necessitaremos de planejar e disciplinar nossas ações diaramente para conseguir obter sucesso.

    É isso ai amigo…

    Um grande Abraço.

    Post a Reply
    • Obrigado Thiago pelo comentário.

      As vezes quando precisamos descer alguns degraus nos é dada uma oportunidade de refazer ações que talvez tenham sido esquecidas ou até mesmo realizadas imperfeitamente. Depois de correções adequadas, voltamos a subir com mais ânimo rumo ao sucesso.

      Post a Reply
  2. Olá Marcelo,

    Parabéns, excelente artigo!
    Acho que algo promissor e que no Brasil ainda está engatinhando, é o investimento em negócios online nos quais não há a necessidade de se preocupar com a logística de um empreendimento físico. É sabido que o estoque é um item que demanda muito custo e tempo de uma empresa e, na internet, trabalhando-se com programas de afiliados e multinível é bem mais fácil ter um negócio próprio e ser seu próprio patrão.

    Abraços

    Post a Reply
    • É verdade Antonio,

      Posso lhe garantir que investir em um trabalho online realmente é um diferencial entre investimentos. Trabalho com diversos tipos de negócios e empreendimentos físicos. Desde imóveis até agricultura, apicultura, fábrica de chinelos, informática, entre outros. Na internet, você investe muito pouco, comparado aos demais investimentos, e tem uma retorno relativamente rápido. Então considero a relação custo x benefício excelente. Obrigado pelo seu comentário!

      Post a Reply
  3. Cara parabéns pelos trabalhos que vç desenvolve na internet, era o incentivo que eu estava precisando, aprendi muita coisa co este artigo parabéns.

    um grande abraço.

    Post a Reply
    • Que bom Renato,

      A função deste site é ser de utilidade para todos que desejam dicas para negócios ou gestão empresarial.

      Obrigado pela sua visita e seu comentário

      Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Administrando um Negócio
Como administrar uma empresa?
Fechar