Não deixe seu dinheiro escapar

dinheiro escapar

Como não deixar o dinheiro escapar?

O dinheiro é o meio usado na troca e compra de bens, no pagamento de serviços prestados e em muitas outras transações financeiras.

Nos primórdios da civilização, o homem comercializava através da simples troca ou escambo. Com o passar dos tempos, depois de uma longa evolução, surge a moeda e posteriormente a instituição bancária desenvolvendo uma nova atividade financeira onde o próprio dinheiro é uma mercadoria que se vende e compra.

O dinheiro cada vez mais tem se tornado escasso e por isso as pessoas procuram diferentes maneiras de satisfazerem suas necessidades. Muitos dobram sua carga horária de trabalho, outros realizam os chamados “bicos” para se conseguir uma renda extra. Há ainda aqueles que procuram exageradamente de todas as maneiras cortarem gastos dentro de casa e onde geralmente o cinto mais aperta é na alimentação.

Mas o que muitas pessoas não observam é que fazem de tudo para se conseguir mais dinheiro e muito pouco fazem para controla-lo. Não adianta ter uma receita de R$ 3.000,00 mensais se minhas despesas ultrapassam esse valor. Aquele que ganha apenas R$ 1.000,00 mas tem uma projeção de despesas abaixo de sua receita, terá mais dinheiro no bolso do que o outro que ganha mais e gasta demais.

Então por onde começar o meu controle financeiro?

  1 = Mude sua mentalidade a respeito de “consumir e poupar”. Sobre isso eu falo em outro artigo aqui no blog.

2 = Desenvolva o hábito de planejar. Planeje no último dia do mês uma projeção – isso chama-se orçamento – de sua receita e despesas para o próximo mês. Planeje objetivos de vida. Planeje metas para alcança-los. Planejamento e organização são os primeiros degraus da escada do sucesso.

3 = Desenvolva o hábito da perseverança e controle. Acostume-se a manter o controle “diário” de suas despesas. Anote todos os gastos realizados e no final do dia faça um comparativo com sua projeção de orçamento. Para esse controle ser eficaz é muito importante que você use um bom programa de controle financeiro ou pelo menos uma planilha criada para esse fim. Aqui no menu do blog, na seção planejamento – software,  eu indico um programa de controle financeiro muito bom que eu uso já a muitos anos. Além de controle orçamentário, ele também ajuda na sua construção patrimonial de riqueza.

4 = Reduza as portas de saída! Você já observou que toda delegacia só tem uma única porta? Isso reduz significativamente as possibilidades de fuga dos prisioneiros, pois a vigilância centraliza-se apenas em uma porta. Se você tem muitas “rotas de fuga” por onde seu dinheiro está fugindo, é preciso urgentemente reduzi-las. Mas o que eu chamo de “rotas de fugas”? Cartões de crédito. Cada um é uma porta por onde o dinheiro se esvai. Quanto mais cartões você tem, maiores são as possibilidades de endividamento. Compras parceladas. Quanto mais você parcela, mais juros você paga. As financeiras são como sanguessugas que minam seu dinheiro através dos juros e se atrasa as parcelas, entra em campo as multas. Dinheiro na carteira. Quanto mais você deixa na sua carteira, mais chances de gastar em algum momento com coisas que não estavam programadas no seu orçamento. Investimentos em Passivos. Toda aquisição de bens que não me geram retorno financeiro, mas somente despesa, é considerado um investimento passivo. E isso consome a cada dia seu dinheiro. Falo mais sobre investimentos passivos e ativos em outro artigo aqui no blog na seção de investimentos.

5 = Desenvolva o hábito de investir em ativos. Reserve ao menos 10% de sua receita para investimentos que lhe gerem retorno. Sem investimentos você nunca irá um autêntico crescimento patrimonial.

Há ainda muito que se falar de controle financeiro e como usar bem o seu dinheiro, mas não pretendo aqui esgotar todo este conteúdo, satisfazendo-me em lhe apresentar apenas esses cinco pontos que são básicos e cruciais para quem almeja iniciar um processo de equilíbrio e organização em suas finanças.

O dinheiro, quando bem utilizado, proporciona uma melhor qualidade de vida, tranquilidade e tempo para a família e amigos, além da possibilidade de transformar sonhos em realidade.

Se você tem alguma dúvida sobre este assunto do artigo, entre em CONTATO comigo.

Se deseja expor sua opinião, deixe seu comentário!

Como-importar-da-china

Author: Marcelo Pessôa

Empreendedor, empresário e investidor atuante no mercado imobiliário. Escritor do Ebook "Como Montar sua Fábrica de Chinelos". Webmarketer, desenvolve a criação de sites e lojas virtuais, entre eles, destaca o "ideiasfinanceiras.com". Uma frase: "Meu negócio é fazer negócios" - Marcelo Pessôa

Share This Post On

1 Comment

  1. Gosto muito de seus artigos, parabéns!

    Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *